Tempos áureos MTV

A MTV,quando chegou no Brasil, no início dos anos 90, fez uma revolução em nossas mentes musicais. Mostrou-nos músicas e bandas que nem sonhávamos em ouvir, tirou-nos da limitação radiofônica.

Em um tempo onde éramos obrigados a apenas conhecer músicas pelas rádios, ou por amigos que viajavam para o exterior e traziam novidades de fora, a MTV chegou com o intuito de nos vomitar tudo da música.

Uma programação totalmente eclética, com programas para os variados estilos. Porém, com o passar do tempo, e como é normal quando precisa-se lucrar, foi mudando sua aparência e seu estilo.

Infelizmente hoje não faz mais meu estilo, porém para a garotada atual parece que voltou a fazer sucesso. É o fluxo normal das coisas. Reciclagem.

E nos mais perfeito clichê, "foi bom enquanto durou". Valeu.

Para matar esta fase saudosista, esporadicamente irei aqui relembrar dos clássicos que marcaram essa época.

Para inaugurar, uma das bandas que fez os telefones do Top 10, na época apresentado pela Cuca (ô saudades da Cuca), dispararem diariamente. Faith No More.

Com o escrachado vocalista Mike Patton e com o guitarrista Jim Martin, um verdadeiro mashup de Slash com Raul Seixas, a banda deixou saudades.

Ps – Esse ano eles voltarão, porém sem o Jim Martin, mas com o Jon Hudson como guitarrista.

Então, para vosso deleite, segue o clássico dos clássicos, "Epic", seguido de "Falling To Pieces" e o épico vídeo ao vivo de "The Edge Of The World", gravado no Brixton Academy e que fez sucesso em sua introdução, com Patton soltando aquele peido som flatulento aos 20 segundos.

 

.

 

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*